A IMPORTÂNCIA DO CONSUMO DE PEIXE
O peixe é um alimento bastante presente na dieta mediterrânica. Este deve sem dúvida fazer parte da nossa alimentação, uma vez que apresenta inúmeras propriedades benéficas para a saúde. Quanto à sua constituição o peixe é rico em proteínas de elevado valor biológico; de vitaminas A, D e B12; e de minerais, como o cálcio, o fósforo, o iodo e o cobalto.

A elevada concentração de vitamina D torna o peixe um alimento importante para a manutenção da saúde dos ossos. Os peixes enlatados que conservam as espinhas moles, como é o caso da sardinha e da cavala, são excelentes fontes de cálcio e fósforo, nutrientes importantes para a formação e conservação de ossos fortes. Além disso, uma vez que o peixe é oriundo do mar fornece-nos também um importante oligoelemento designado por iodo. Este revela-se essencial para o bom funcionamento do nosso organismo em especial do cérebro.

Existem dois tipos de peixe, o peixe gordo (como a sardinha, o atum, o salmão, a cavala, o arenque, as anchovas, a enguia e a lampreia) e o peixe magro (bacalhau, solha, pescada, faneca, robalo entre outros) sendo que os primeiros são mais calóricos devido ao seu elevado teor de gordura. Apesar de ser desaconselhado o consumo de alimentos ricos em gordura, tal regra não se aplica ao peixe gordo uma vez que a gordura presente no peixe é considerada saudável e benéfica. Essa gordura encontra-se sob a forma de ácidos gordos polinsaturados, como são exemplo os Ómega 3, que oferecem uma protecção cardiovascular, favorecem uma melhoria do perfil lipídico, entre outros benefícios. Esta é uma das razões pela qual os esquimós possuem um coração saudável, sem ingerir praticamente frutas e legumes.

Assim podemos afirmar que o consumo regular de peixe traz inúmeros benefícios para a sua saúde!


Nutricionista Rui Beijoco